3 de set de 2012

Aula de coco com Biliu de Campina

Oi pessoais!

Segue uma aula de coco com um expert no assunto!
Grande mestre Biliu de Campina!



Um pouco sobre Biliu:

"Severino Xavier de Sousa (Campina Grande - PB, 1 de março de 1949), mais conhecido como Biliu de Campina é um compositor, cantor e advogado brasileiro.
Formou-se em direito, pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), mas trocou a advocacia pela musica em 1978 quando iniciou a carreira artística, resgatando o forró de raiz. Biliu é um forrozeiro que transita pela sua cidade natal tranqüilamente, sendo um referencial e um patrimônio cultural da cidade. É fácil encontrá-lo no meio dos turistas no Parque do Povo e horas depois está em cima do palco fazendo show.
Se auto-intitula como o maior carrego de Campina Grande. Critica as bandas de forró eletrônico e forró universitário, classificando-os como sendo travestis de forrozeiros, que aparecem como Balão junino; fazendo forró a força e dizendo que estão dando força para o Forró."
Fonte: 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Biliu_de_Campina

3 de ago de 2012

Tome Forró - Oficial Capítulo 1

Oi pessoal, tudo bem? Estou meio ausente do blog, pelo simples motivo de que estou trabalhando muito!! Um dos projetos mais importantes que tenho é um quinteto de forró, chamado Dona Zaíra. Inclusive ontem estreou a Uébi Série Tome Forró, que é um formato de clipe novo, uma experiência...!

Confiram
a novidade!


"A direção e o roteiro são de Paul Domingos, uma revelação no mundo dos clipes, que já esteve várias vezes no primeiro lugar do TOP 10 MTV em 2012. Juntamente com a Pexera Produções, Paul já dirigiu e produziu clipes das bandas Restart, Strike, Soulstripper, Ivo Mozart, Gloria, entre outras, e trabalha pela primeira vez com um estilo um pouco diferente, o "forró caipira" da banda Dona Zaíra." Extraído do blog da banda
espero que gostem!
Inté!

16 de jul de 2012

Essa tal festa junina

Vídeo muito legal que faz parte da promoção do filme "Gonzaga - de pai pra filho". Conta a história da festa junina desde a sua origens no séc. XII, na região da França.

29 de jun de 2012

Baixe grátis o CD Tome Forró - Dona Zaíra

Olá!!

CD novinho em folha pra vcs baixarem! Esse é da minha banda, o quinteto de forró Dona Zaíra. 
Dona Zaíra & Forró em Vinil fizeram uma parceria e agora vc pode baixar esse lançamento, que conta com participações de Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Trio Virgulino e Paulo Freire! Faça o download no Forró em Vinil (www.forroemvinil.com)

Vocês podem baixar por esse link também: http://migre.me/9CYzQ.

Quem quiser comprar o CD físico, está disponível em: http://www.donazaira.com.br/loja

Quinteto Dona Zaíra – Tome forró
2012

01 Vinheta – Feira de tudo que resta (Xico Bizerra)
02 Tome forró (Rafael Beibi – André Tagliatti – Matheus Tagliatti)
03 A rosa e o espinho (Rafael Beibi)
04 Todo dia (Rafael Beibi)
05 Maracatú (Assisão)
06 O baião vai (Elias Soares – Sebastião Rodrigues)
07 Desilusão (Rafael Beibi)
08 Mão na urtiga (Rafinha Barros)
09 Vinheta – Coco do retorno (Rafael Beibi)
10 Joga a chave (Adoniran Barbosa – Oswaldo França)
11 Baião e respeito (Rafael Beibi – André Tagliatti – Matheus Tagliatti)
12 Manga curta (Rafinha Barros)
13 Tem que ser agora (Edson Duarte)
14 Forró dos forrós (Rafael Beibi – André Tagliatti – Matheus Tagliatti)
15 Dengo maior (Humberto Teixeira – Julinho)

21 de jun de 2012

Trailer | Gonzaga - de pai pra filho

Saiu o trailer do filme mais esperado do ano!!!
Estréia logo que num to me aguentanu!!! kkkkkkkk

6 de jun de 2012

Promoção | 2000 curtidas e CD "Tome forró" de presente para vocês

Quinteto Dona Zaira e Forró em Vinil estão juntos para te dar o novo CD "Tome Forró" de presente!
Para que isso aconteça precisamos da ajuda de vocês. Quando a página do Quinteto no Facebook atingir 2.000 curtidas, o disco será disponibilizado no Forró em Vinil para download.

Acesse e curta essa idéia. www.facebook.com/Q.DonaZaira

30 de mai de 2012

Dona Zaíra no SESI Piracicaba

Alô alô Piracicaba e região!! Sábado agora dia 02-06 estarei no SESI Piracicaba apresentando o show "Asa Branca Caipira", com o meu grupo, o Quinteto Dona Zaíra! O espetáculo começa as 20h e a entrada é franca!


17 de mai de 2012

Documentário - Nelson Cavaquinho (1969)


"Nelson Cavaquinho, nome artístico de Nelson Antônio da Silva, (Rio de Janeiro, 29 de outubro de 1911 — Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 1986) foi um importante músico brasileiro. Sambista carioca, compositor e cavaquinista na juventude, na maturidade optou pelo violão, desenvolvendo um estilo inimitável de tocá-lo, utilizando apenas dois dedos da mão direita.
Seu envolvimento com a música inicia-se na família. Seu pai, Brás Antônio da Silva, era músico da banda da Polícia Militar e seu tio Elvino tocava violino. Depois, morando na Gávea, passou a frequentar as rodas de choro. Foi nessa época que surge o apelido que o acompanharia por toda a vida."
(Descrição do vídeo no youtube

14 de mai de 2012

Documentário "Os avós do samba" 1978

Documentário raro "Os avós do samba", com depoimentos de Carlos Cachaça, Cartola, Adoniran Barbosa, Nelson Cavaquinho e Mano Décio da Viola... maravilhoso!

Parte 1


Parte 2

9 de mai de 2012

Oswaldinho da Cuíca = Cidadão Samba

Mais Oswaldinho da Cuíca pra vcs, agora falando não só da cuíca, mas de vários outros instrumentos populares presentes nas escolas de samba. Documentário do SESC TV.

8 de mai de 2012

Oswaldinho da Cuíca

Na última postagem, vimos Oswaldinho da Cuíca falando da mesma num documentário de 1978. Agora vamos ver um novo bate papo com Oswaldinho mais de 30 anos depois!

"Um panorama feito por um dos Mestres da Cuica; conta um pouco de sua história e de seu instrumento e a jornada termina em uma Fábrica de CUICA.
Osvaldo Barros, Oswaldinho da Cuíca para todo o mundo do samba e da MPB, nasceu no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, em pleno carnaval de 1940.
É cantor, compositor, sambista, ritmista e passista brasileiro. Pode ser considerado parte história do samba paulistano, já tendo tocado com Adoniran Barbosa, e sido intérprete de samba-enredo da Gaviões da Fiel, quando esta era ainda um bloco."



http://www.youtube.com/user/colecionadordevidas

7 de mai de 2012

Documentário "A Cuíca" (1978)

Tome Música brasileiraaa!!!!!!!
Filme: "A Cuíca - Instrumentos da Música Popular Brasileira"
Direção: Sergio Muniz
Produtor: Thomaz Farkas
Ano: 1978
Com Osvaldinho da Cuíca e Escola de Samba Mocidade Alegre da Casa Verde
Extraído do DVD 6 do "Projeto Thomaz Farkas".


1 de mai de 2012

Documentário "Choros e Chorinhos" (1974)

Olá!!
Achei um documentário sobre choro feito em 1974 por Antonio Carlos Fortura. É bem legal, embora traga uma linguagem bem formal, é bem informativo. Traz imagens raras de Luperce Miranda, Jacob do Bandolim, Época de Ouro e muitos outros. Espero que gostem!!!!!

30 de abr de 2012

Ismael Silva falando sobre o samba (1977)

Ismael Silva fala sobre o samba - Roberto Ribeiro canta trecho de "Nem é bom falar" (Ismael Silva). Do programa "Arquivo N" da Globo News.

24 de abr de 2012

Entrelinhas - Patativa do Assaré


"O Entrelinhas homenageia o centenário de nascimento de um dos maiores poetas populares do país, cuja obra pertence ao universo da literatura oral e do cordel. A gente conversou sobre Patativa do Assaré com o diretor Sérgio Roizemblit (que fez a última entrevista com ele para o filme O Milagre de Santa Luzia, que acaba de entrar em cartaz) e com diretor e atores da peça Concerto de Ispinho e Fulô, da Companhia do Tijolo, baseada na vida e na obra do poeta do sertão cearense. O Entrelinhas é um programa da TV Cultura. Mais informações em http://www.tvcultura.com.br/entrelinhas"
(texto do rodapé do vídeo)

16 de abr de 2012

Cleber Almeida no Festival de Ourinhos

O grande Cleber Almeida ministrando um workshop no Festival de Música de Ourinhos, falando de forró e baião, pois o homenageado do ano no festival, é Luiz Gonzaga!!

11 de abr de 2012

Banda de Pífanos de Caruaru

Olá, olá!! Mais um disco do excelente blog Forró em Vinil. Dessa vez quero trazer pra vcs a Banda de Pífanos de Caruaru.

"Poucos conseguiram atravessar os anos e se manter. A Banda de Pífanos de Caruaru realizou a façanha. Criada em 1924, a banda teve sua formação original com os irmãos da família Biano, que percorreu todo o Nordeste, em busca de melhores oportunidades de vida, até se fixar no interior pernambucano. Os Biano são originalmente das Alagoas. Como grande parte dos nordestinos de sua época, eles fugiram da seca, da miséria, das doenças e de toda a sorte de contratempos que havia na caatinga.


Eles nunca freqüentaram uma escola. A música que aprenderam e que é admirada em vários locais do mundo, para eles, é congênita."

Saiba mais no site da banda
http://trama.uol.com.br/bandadepifanos/

Banda de pífanos de Caruaru
1976
01. Pipoca moderna (Caetano Veloso – Sebastião Biano)
02. Caboré (Sebastião Biano)
03. Frevo Danado (Ronaldo Maciel – Rui Ferreira)
04. Arrasta pé corneta (Sebastião Biano)
05. Lamentação (Plácido de Souza)
06. Flor de muçambê (Manoel Alves – João Biano)
07. Carimbó do pífano (Sebastião Biano)
08. O tocador rebate a marcha (Sebastião Biano)
09. Levanta Poeira (Sebastião Biano)
10. O choro dos pífanos (Sebastião Biano)
11. Cabo da vassoura (Sebastião Biano)

Para baixar esse disco, clique aqui.

4 de abr de 2012

"Corisco" - por Léo Rodrigues e projeto Roda de Choro

Olha que demais esse fraseado de pandeiro do Léo Rodrigues e do clarinete do Alenxandre Ribeiro!!! Dá vontade de estudar né? rs

Eis o projeto Roda de Choro! Ponho o nome do Léo Rodrigues em evidência por ser esse um blog que trata bastante de percussão, mas veja o time:

Alexandre Ribeiro - clarinete
Léo Rodrigues - pandeiro
Milton Mori - cavaquinho
Luizinho 7 Cordas - violão 7 cordas

Músicas: Corisco(Lourival Oliveira) | Oito Batutas (Pixinguinha)

30 de mar de 2012

Hermeto Pascoal - Ato de Criação (Completo)

Mais um maravilhoso documentário sobre Hermeto Pascoal. Este doc trata do processo de criação desse gênio!

"Para registrar o processo criativo de Hermeto Pascoal, o documentário entrou em estúdio com o instrumentista durante a gravação da trilha sonora de "Eu Vi o Mundo... Ele Começava no Recife", de Mário Carneiro. Durante dois dias, o músico compôs guiado por apenas um lema: a liberdade de criação."

Achei mais detalhes sobre nesse blog, quem quiser dar uma olhada, o link está aí...
http://cinemafiablog.wordpress.com/2011/08/12/hermeto-pascoal-ato-de-criacao-2006/


28 de mar de 2012

Hermeto Pascoal - A Vida é Um Show (Completo)

Oi pessoaisss!

Achei um documentário sobre Hermeto Pascoal, assistam que vale a pena!
O entrevistador é Cláudio Lins, mas não achei maiores detalhes sobre esse doc.

10 de mar de 2012

Forró com Rap - Dona Zaíra e Rapadura!

  Bom dia!!

Já ouviu forró com rap?? Bom, este que vos fala tem um grupo de forró chamado Dona Zaíra, e aconteceu de conhecermos esse RAPentista chamado Rapadura Xique Chico. Aí vcs já sabem né, foi "amor a primeira vista" e só podia dar em mistureba! Aguardem..... novidades virão!!!

9 de mar de 2012

Dominguinhos - da valsa ao forró

Dominguinhos no Programa "Sanfonas do Brasil", apresentado por Rodolf Forte na TVC Ceará. Músicas selecionadas para este pot-pourri: "Saudade de Matão", "Solamente Una Vez", "Sur Le Ciel de Paris" ,"Pigalle", "La Cumparsita" e "Forró no Escuro". Dominguinhos não é só forró, xote ou baião. Músico virtuoso, versátil, o maior sanfoneiro do Brasil faz um passeio pelos diversos estilos musicais, da valsa ao forró.


http://www.youtube.com/user/JMAGOMES2008

20 de fev de 2012

Um choro diferente... ou seria um funk diferente?

Olá amiguinhos!
Achei esse vídeo no blog parceiro "O Pandeiro Nosso de Cada Dia", deem uma passada por lá depois, tem muita coisa boa.
 
Bom, quando falo de funk eu me lembro, primeiro, de Tower of Power, James Brown, Earth, Wind & Fire, Dennis Chambers e outros monstros da música... Mas hoje em dia, quando se ouve a palavra 'funk' aqui no Brasil, associamos ao ritmo dos morros cariocas, o funk carioca.
 
Bom, o pandeirista Sérgio Krakowski (do grupo Tira Poeira) resolveu fazer um som tendo como base as batidas eletrônicas do funk carioca, mas adicionando instrumentos mais "eruditos" à parada. Ficou interessante... tirem suas próprias conclusões!

De qualquer maneira, viva o diferente!
...e eis o choro funk:


Músicos
Pandeiro - Sérgio Krakowski
DJ - Bruno Queiroz
Clarone - Joana Queiroz
Sax - Yuri Villar
Flauta - Dudu Oliveira
Bandolim - Henry Lentino

17 de fev de 2012

Microfonando a zabumba

Oi pessoaiss!!

Há quanto tempo... estou trabalhando MUITO, e o Zabumblog tá meio quietinho por enquanto... mas recebi esses dias atrás um material interessante do meu amigo Fred Letro, uma matéria da revista Musitec falando de microfonação de zabumba! Como a matéria está bem a mão, resolvi compartilhar com vcs.
Na verdade não sei se a matéria descreve a melhor maneira de se microfonar uma zabumba, mas tem dicas legais e é mais uma opção que temos!

Ah, na mesma matéria também de dicas de microfonação de sanfona, triângulo e pandeiro!
Se quiser ler as outra matérias baixe o arquivo no link abaixo:
http://www.4shared.com/rar/_seuq4dZ/musitec_zabumba.html


Microfonando a Zabumba

A zabumba é tocada na pele superior com uma maceta parecida com a do pedal de um bumbo e na pele superior com uma vareta de madeira fina chamada bacalhau. Para se gravar em estéreo, recomendo o uso de um microfone para a pele superior e outro para a inferior. Ambos podem ser dinâmicos ou condensadores, dependendo da agressividade desejada. Lembre-se de inverter a fase de um dos canais na mesa.
A posição do microfone superior deve ser encontrada de acordo com o instrumento, embora na maioria das vezes você vá acabar mesmo colocando o microfone a uns 30cm da pele, apontando para uma região na metade da distância entre o centro e a borda da pele. O microfone inferior deve ficar um pouco mais afastado, pois os níveis alcançados pelo bacalhau são muito altos. Costumo dar preferência, neste caso, aos microfones condensadores de
diafragma pequeno. Cuidado para que o microfone não atrapalhe a performance do músico. No CD É Tudo 1 Real, de Pedro Luis e a Parede, para aumentar a agressividade do som, usamos um microfone dinâmico de baixo custo preso ao instrumento. Pode-se ter uma ideia do som obtido pelo apelido carinhoso que este microfone recebeu: "pato rouco".
Quanto à equalização, no canal do bacalhau pode-se dispensar os graves e as médias-baixas. Eventualmente, será vantajoso um pequeno realce nas médias-altas. No canal da maceta, você vai notar que a zabumba apresenta uma certa rebeldia sonora, com harmônicos não muito consonantes nas médias-médias. Evite embelezar demais, pois esta aspereza é que dá o som
característico ao instrumento. Quando se arruma demais a equalização da zabumba, ela acaba ficando com som de tom-tom de bateria, o que certamente não é o desejado.
Na mixagem, evite o desejo de se puxar demais os graves, pois a zabumba não é o bumbo de uma bateria. Sua fundamental soa bem acima, por volta de 150 a 300 Hz. Acentuar os graves só trará ruídos.
Quanto à colocação no estéreo, se chegou para você uma zabumba gravada em mono, você pode tentar separar os sons da maceta e do bacalhau. O jeito mais simples é separá-los através da equalização. O resultado não é lá muito bom porque se perde muito do ataque no canal da maceta. Uma técnica mais eficiente e muito mais complicada foi a que usei no tributo a Luiz Gonzaga - Duetos com Mestre Lua. Vou descrevê-la admitindo o uso de um sistema ProTools,mas nada impede que seja usada em sistemas analógicos. Para começar, copiamos o canal da zabumba original para um outro. O primeiro será o canal da maceta e o segundo o do bacalhau. Equaliza-se este último deixando apenas as médias-altas para que só o bacalhau soe. Agora,fazemos uma mandada deste canal para um bus, habilitando-a como pre-fader. No canal da maceta, inserimos um compressor - por exemplo, o d3 da Focusrite. Colocamos o attack e o release em seus valores mínimos e a ratio no máximo (10:1) e, a seguir, habilitamos o sidechain (clicando na "chavinha") e  colocamos como entrada do sidechain o bus usado acima. Pronto,agora toda vez que o bacalhau tocar, o compressor irá abaixar violentamente o volume do canal da maceta. Assim conseguimos isolar os dois sons - o bacalhau através da equalização e a maceta pela compressão (este tipo de compressão é chamado de ducking).


Créditos para a Revista Musitec
www.musitec.com.br